menu

18/03/2017

Motins Trump, independentismo, erro Oscar, profecia Fátima, Capacetes brancos

Como temos exposto, nosso objetivo é mostrar as crescentes ameaças que estão ocorrendo por todo o planeta, uma vez que o tempo acelera-se e uma maior quantidade de energias transformadoras está chegando à Terra. Isto afeta as pessoas e o planeta inteiro, que se vê imerso em uma mutação cada vez maior... Desta forma, o tempo que poderíamos ter a nosso favor está se reduzindo de maneira acelerada e este fato os senhores do poder mundial conhecem muito bem... por isto é muito provável que o novo governante da nação mais poderosa do mundo também tenha de acelerar os planos que o Governo da Sombra ordena que ele faça, pois um número cada vez maior de pessoas está detectando os múltiplos jogos que eles realizam.
É possível perceber isto em fatos que provocam confusão, distúrbios, desconcerto, e muitas pessoas não sabem como posicionar-se devido ao terrível labirinto que se estende, como o que pôde ser visto de maneira evidente durante a entrega do Oscar da Academia de cinema...

Será que o objetivo é precisamente gerar tumultos e confrontos entre todos, para, de acordo com a elite, logo impor uma rígida ordem nesse caos que foi bem preparado através de aprisionamentos em massa, visto que a meta é impor uma ditadura com Lei Marcial?
Mas será que por trás da manipulação não estarão as artimanhas do governo visível e invisível para acrescentar aos conflitos maior violência, particularmente, nos Estados Unidos? Isto terá relação com certos movimentos independentistas, xenófobos e racistas que estão aumentando para confrontar e dividir mais nações?
Será que o novo mandatário é um instrumento efetivo da elite imperial que se propôs acentuar a instabilidade, a insegurança tanto em seu país quanto por todas as partes para criar mais medo e caos, enfrentando a imprensa, gerando polêmica, aplicando maus tratos, atitudes violentas e despóticas…? E por que ele resolveu aumentar o gasto militar estadunidense de maneira considerável? Qual é o motivo de tantas provocações?


03/03/2017

Previsão 2017 The Economist-Trump, fragmentar, Romênia, Irã, Schengen, muro

É muito importante explicar que estamos nos momentos mais delicados e incertos da crua história desta civilização. E embora muitos ainda não percebam, estamos imersos em um mundo de intrigas, complôs e inúmeros jogos duplos ou triplos... que as forças ocultas, através dos anos, com abuso de poder provocaram, tudo com o objetivo de nos controlar, debilitar e fazer mau uso de nossa vida… É por isso que devemos despertar a consciência-cognição para discernir o real do falso e não nos deixarmos levar pelas aparências como geralmente a grande maioria das pessoas faz.
Dentro de todo esse entramado da cúpula do poder global, e analisando a famosa revista inglesa ‘The Economist’, muito vinculada à elite mundial, ao Bilderberg e às famílias Rothschild e Agnelli… na edição especial publicada um mês antes de iniciar este ano de 2017, em sua estranha capa havia uma mensagem profética, evidenciando quem seria o próximo presidente dos Estados Unidos. Será que ela realmente sabia quem iria governar antes mesmo de que fosse decidido quem seria o vencedor? Como souberam disso? Será que é porque eles fazem parte fundamental do Governo da Sombra e, obviamente, conheciam muito bem a pessoa que colocariam no poder?
E o que dizer de outras misteriosas previsões que nos revelam algo que acontecerá neste chamado mundo de Trump de 2017? Ou que segredos estão sendo gestados por trás? Será que eles, definitivamente, preveem algo muito grave para nós e a humanidade sedada não percebe?
Por outro lado, se observarmos as revoltas e levantes populares de países como a Romênia, ou a Ucrânia… será que as forças obscuras procuram ‘fragmentar’ o planeta inteiro como fizeram com bons resultados na sanguinária Guerra dos Bálcãs e, desta forma, conseguir o rompimento da União Europeia e fechar o espaço Schengen... com grande quantidade de muros, enquanto, ao mesmo tempo, concretizariam o colapso econômico e comercial, criando, assim, um empobrecimento de magnitude inimaginável pelo mundo inteiro?
Será que eles realmente precisam desestabilizar a maior quantidade possível de países do mundo, enquanto a humanidade ignora toda essa enorme maquinação de separações organizadas que há por trás?