menu

26/07/2013

O Engano dos Poderes Obscuros para reduzir a Liberdade, a Democracia e os Direitos Humanos

Como já expusemos nos anteriores vídeos de Alcyon-Plêiades nos encontramos em uma terrível encruzilhada porque já não podemos contar com aqueles que dirigem-regem nossa vida, condução e desenvolvimento psico-ético em geral.

É que se perdeu quase totalmente a confiança na Elite governante, nos religiosos, nos meios jornalísticos parcializados, nos programas de televisão, que incitam à desinformação-ocultações-mentiras, violência, pedofilia, vícios…

Será que somos confundidos por dignos políticos, autoridades, religiosos, moralistas etc., que dirigem, instruem, conduzem e governam nossa vida física, ética, material e espiritual? Estamos tratando de uma triste situação que nos deixa estupefatos e quando a população se der conta de que quem nos dirigem fazem parte de um roubo-fraude-corrupção-mentiras, reagirá a tantos abusos. É importante lembrar que a grande maioria dos que formam a Elite junto com os do Governo Visível e os da Sombra não são seres humanos como achamos, mas se tratam de uns Alienígenas frios, robóticos-insensíveis e disfarçados em corpos humanos, que não têm nada a ver com a sensibilidade de nossa raça.

É por isso que, ainda que sejam habilidosos politicamente, se camuflem-posem, dificilmente conseguem deixar de mostrar-se como são, e essa genética réptil tem que se expressar de alguma forma. Tudo o que fazem tem duas facetas, e é assim como manejam uma dupla face e dupla moral, para convencer muitos ingênuos e continuar assim com sua agenda má, degenerativa e destrutiva a humanidade.

É por este motivo que muitos, ao descobrir que a Elite manipula a confiança do povo, preferem sair do Sistema e do sujo jogo duplo que utilizam e decidem fazer com que a população veja o horrível engano em que estamos metidos.

Chegou o momento de tomar responsabilidade, decisão e valor, e é tomar consciência global de tudo que sucede a nosso redor. Não nos esqueçamos que somos todos cidadãos de um planeta maltratado, que está sendo destruído social, política e geologicamente, e algo positivo e edificante socialmente teríamos de fazer.